Recentemente, o Venturebeat.com divulgou uma lista com os softwares com o maior número de vulnerabilidades em 2015. Entre eles estão diversas distribuições Linux e outros softwares como: Mac OS X, iOS, e Flash. O ranking foi criado a partir do estudo feito pela CVE Details que é responsável pela coleta dos dados da National Vulnerability Database (NVD), um banco de dados do governo americano com falhas divulgadas publicamente. Sendo assim, baseado nessa lista é possível inferir qual foi a distribuição Linux mais segura em 2015.

Originalmente, o estudo leva em conta o número de vulnerabilidades publicadas, no ano passado, para determinado software. Concluindo que o software que possuir menor número de vulnerabilidades é o mais seguro, segue lista com as distribuições Linux mais seguras em 2015:

Distribuição Linux Número de vulnerabilidades
Fedora 38
Debian 111
OpenSuse 121
Ubuntu 152

Sendo assim, a distribuição Fedora foi classificada como a distribuição Linux mais segura em 2015; pois obteve menor número de vulnerabilidades nesse mesmo ano. Infelizmente, o estudo não levou em conta as versões de cada distro.

A listagem completa, contém 50 softwares compreendidos em categorias; tais como: SO e aplicação.

Outros resultados

Além de descobrir qual foi a distribuição Linux mais segura em 2015, foi possível também concluir que o Mac OS X, com 384 falhas divulgadas ao longo do ano passado, foi o sistema mais vulnerável (menos seguro).

Além disso, o Mac OS foi seguido do iOS (Apple), com 375 vulnerabilidades. E o Flash, da Adobe, aparece em terceiro lugar, com 314.

Publicidade

Portanto, independentemente da “posição” de determinada distro Linux, o estudo feito mostra a estabilidade de sistemas de código aberto; pois entre Apple e Microsoft o software livre se saiu bem 😉