Qual foi a distribuição Linux mais segura em 2015?

distro-mais-segura-2015

Recentemente, o Venturebeat.com divulgou uma lista com os softwares com o maior número de vulnerabilidades em 2015. Entre eles estão diversas distribuições Linux e outros softwares como: Mac OS X, iOS, e Flash. O ranking foi criado a partir do estudo feito pela CVE Details que é responsável pela coleta dos dados da National Vulnerability Database (NVD), um banco de dados do governo americano com falhas divulgadas publicamente. Sendo assim, baseado nessa lista é possível inferir qual foi a distribuição Linux mais segura em 2015.

Originalmente, o estudo leva em conta o número de vulnerabilidades publicadas, no ano passado, para determinado software. Concluindo que o software que possuir menor número de vulnerabilidades é o mais seguro, segue lista com as distribuições Linux mais seguras em 2015:

Distribuição Linux Número de vulnerabilidades
Fedora 38
Debian 111
OpenSuse 121
Ubuntu 152

Sendo assim, a distribuição Fedora foi classificada como a distribuição Linux mais segura em 2015; pois obteve menor número de vulnerabilidades nesse mesmo ano. Infelizmente, o estudo não levou em conta as versões de cada distro.

A listagem completa, contém 50 softwares compreendidos em categorias; tais como: SO e aplicação.

Outros resultados

Além de descobrir qual foi a distribuição Linux mais segura em 2015, foi possível também concluir que o Mac OS X, com 384 falhas divulgadas ao longo do ano passado, foi o sistema mais vulnerável (menos seguro).

apple-vulnerability

Além disso, o Mac OS foi seguido do iOS (Apple), com 375 vulnerabilidades. E o Flash, da Adobe, aparece em terceiro lugar, com 314.

Portanto, independentemente da “posição” de determinada distro Linux, o estudo feito mostra a estabilidade de sistemas de código aberto; pois entre Apple e Microsoft o software livre se saiu bem 😉

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários

Curso Docker - Introdução a administração de containers

Docker é uma plataforma para desenvolvimento, provisionamento e execução de aplicações usando tecnologia de containers.

Se você é um desenvolvedor ou sysadmin você poderá ter diversas vantagens usando a plataforma Docker:
  • Desenvolve uma vez...executa em qualquer lugar;
  • Sem preocupações (dependências e/ou pacotes)... foco no desenvolvimento;
  • Elimina inconsistências na entrega das aplicações e/ou serviços;;
  • Evita o “localhost funciona”;
  • Promove uma infraestrutura escalável;

Este curso é introdutório a plataforma Docker e lhe dará melhor compreensão sobre as vantagens da ferramenta.


Inscreva-se agora »

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • Clodoaldo Junior

    onde está o arch linux nisso ai ? é mais vulneravel tbm ?

    • Daniel Pedrotti Hye

      Já ia perguntar… acho q se o Arch não está na lista é porque não teve vulnerabilidades portanto é o mais seguro… hehehehe… Arch rules

  • Leonardo de Pádua

    O Windows 10 apresentou apenas 53 em números de vulnerabilidades, bem mais seguro que Debian, Ubuntu e OpenSuse.

    • João Victor de Souza

      novas vulnerabilidades, sendo que ele carregou todas as outras de suas antigas versões kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Nathanael Meireles

      Poise é verdade. Agora queria saber se essas tais vulnerabilidades tem algum comparativo em relação a eficácia em explora-las .. Porque o ubuntu pode até ter 152 vulnerabilidades mas será que são fáceis de explorar… Sinceramente ainda não acredito que o windows 10 teve apenas 53 e o ubuntu teve mais… Me dasanimou

  • João Victor de Souza

    os dados parecem estarem furados