20 comandos Linux que você talvez não conheça

linux-command-line

Existem diversos comandos utilizados constantemente. Além desses, existem outros que você talvez não conheça. Sendo assim, listei 20 comandos que podem aumentar sua produtividade.

AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE!
Crie e administre aplicações entre ambientes diferentes. Tenha agilidade e padronização na entrega dos serviços de TI. E, assim, ganhe tempo e seja eficiente na entrega desses serviços. Saiba como

 

Este artigo é recomendado para usuários com um pouco mais de experiência. Usuários iniciantes podem ter dificuldades 😉

 

1 – Armazenando arquivos e diretórios na memória RAM com tmpfs

 

mount -t tmpfs tmpfs /mnt -o size=1024m,mode=0755

 

Este comando cria uma partição temporária na memória RAM. Muito útil para quem precisa realizar operações que utilizam muito o disco, tais como: extração de texto e ordenação de arquivos. Assim, é bem mais prático você copiar esses arquivos para uma partição tmpfs, realizar as operações, e por fim, copiar o resultado final de volta para o disco.

 

Sendo assim, você diminuirá o tempo total das operações significantemente.

 

2 – Diretório de arquivos pelo navegador web

 

python -m SimpleHTTPServer

 

Por fim, acesse http://localhost:8000/

 

3 – Execute um comando sem salvar no ‘history’

 

comando

 

Simplesmente, dê um espaço antes de inserir qualquer comando no shell

 

4 – Crie um arquivo facilmente

 

> arquivo.txt

 

Crie um arquivo facilmente utilizando o ‘sinal maior que’ (>) precedendo ao nome e tipo de arquivo desejado

 

5 – Lista de partições amigável

 

mount | column -t

 

6 – Obtenha o IP público da sua rede

 

curl ifconfig.me

 

7 – O histórico de usuários que acessaram o sistema

 

last

 

8 – Abrir um arquivo/URL no programa padrão

 

xdg-open ARQUIVO

 

xdg-open URL

 

9 – Lista somente diretórios

 

ls -d */

 

10 – Aplicações usando conexões de internet no momento

 

 

lsof -P -i -n

 

Este comando, exibe somente o nome das aplicações:

lsof -P -i -n | cut -f 1 -d ” “| uniq | tail -n +2

 

11 – Criptografando seus arquivos facilmente

 

Encriptar:

gpg -c ARQUIVO

 

Decifrar:

gpg ARQUIVO.gpg

 

12 – Encontre o path/manual/binário de um comando

 

whereis COMANDO

 

13 – Crie um arquivo com tamanho determinado

 

dd if=/dev/zero of=teste_arquivo.txt bs=1M count=10

 

Neste exemplo é criado um arquivo ‘teste_arquivo.txt’ com tamanho de 10MB, preenchidos com bits ‘zero’

 

14 – Grave sua Área de Trabalho facilmente

 

 

ffmpeg -f x11grab -s wxga -r 25 -i :0.0 -sameq /tmp/minha-area-trabalho.mpg

 

Para versões do Debian/Ubuntu, é recomendado o uso deste comando:

avconv -f x11grab -show_region 1 -video_size hd720 -framerate 24
-i :0.0 -threads 2 -q 1 -bt 8000000 -b 8500000 /tmp/minha-area-trabalho.avi

 

15 – Apague os arquivos antigos

 

Cuidado na escolha do diretório. NUNCA escolha o raiz (/), pois irá apagar arquivos importantes do sistema!

 

find /tmp/ -type f -mtime +7 -exec rm -f {} \;

 

Neste exemplo, será apagado todos os arquivos, contidos na pasta tmp, que foram criados a mais de 7 dias.

 

16 – Dividindo arquivos gigantes em partes menores

 

Primeiro comprima o arquivo escolhido:

tar -cvvzf teste.tar.gz ARQUIVO

 

Depois, quebre o arquivos em vários tamanhos de 10MB (fica a seu critério):

split -b 10M teste.tar.gz partes_video

 

Por fim, para reagrupar novamente o arquivo:

cat partes_video * > teste_final.tar.gz

 

17 – Baixando o código HTML de um site

 

wget -O html.txt http://meusite.com

 

18 – Listando todos os comandos do seu sistema

 

compgen -c

 

Ou pesquise por um comando específico: compgen -c | grep find

 

19 – Descubra qual distribuição você está usando

 

lsb_release -a

 

20 – Listando detalhes de hardware do seu sistema

 

sudo lshw -short -html > info.txt && xdg-open info.txt

 

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários


VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • Francisco Maciel

    Show de Bola.

  • Leonardo Teodoro

    interessante cara, vo até salvar aqui pq eu já vi que uns 9 comandos ai eu vou precisar! 😀

  • Ótimas dicas! Parabéns! :)

  • James

    Comando 10 retornou a seguinte mensagem:

    root@james-SA:/home/james# lsof -P -i -n | cut -f 1 -d ” “| uniq | tail -n +2
    cut: o delimitador deve ser um único caractere
    Try ‘cut –help’ for more information.

  • Jamenson Espindula

    E lembrando ainda que a variável de ambiente HISTIGNORE também pode ser utilizada para se conseguir o mesmo efeito. Do Manual de Referência do GNU Bash: “A pattern of ‘&’ is identical to ignoredups, and a pattern of ‘[ ]*’ is identical to ignorespace. Combining these two patterns, separating them with a colon, provides the functionality of ignoreboth”, ou seja, o padrão ‘&’ é idêntico a ignoredups, e o padrão ‘[ ]*’ é idêntico a ignorespace. A combinação desses dois padrões, separando-os com dois pontos ‘:’, provê a funcionalidade de ignoreboth.