O monitoramento da largura de banda é importante quando é preciso obter informações de como está a “saúde” do link. Muito comum, entre os administradores de redes, o uso de ferramentas que auxiliam essa coleta de informações. Existem diversas ferramentas que podem auxiliar o controle e monitoramento do uso da rede numa determinada máquina ou servidor. Sendo assim, destaquei 10 ferramentas de linha de comando que monitoram o fluxo de tráfego das interfaces de rede do computador e medem a velocidade de quais dados são transferidos num dado instante; detalhando o tráfego de entrada e de saída.

Entre as 10 ferramentas que serão exibidas, algumas mostram a largura de banda utilizada por processos individuais, tornando mais fácil a detecção do uso excessivo de largura de banda da rede oriundo de um processo. Outras utilizam mecanismos diferentes para gerar o relatório de tráfego, como a leitura do arquivo /proc/net/dev para obter estatísticas de tráfego e o uso da biblioteca pcap para capturar todos os pacotes e em seguida calcular o tamanho total da carga de tráfego .

 

1 - NLOAD
2 - IPTRAF
3 - NETHOGS
4 - BMON
5 - IFTOP
6 - TCPTRACK
7 - VNSTAT
8 - SPEEDOMETER
9 - IFSTAT
10 - COLLECTL

1 – NLOAD

É uma ferramenta de linha de comando que permite aos usuários monitorar o tráfego de entrada e saída separadamente. Também extrai um gráfico para indicar o fluxo. É fácil e simples de usar, e não tem suporte a muitas opções. Recomendado, somente para verificação rápida do uso total da banda larga; sem obtenção de muitos detalhes dos processos individuais.

$ nload

 

Instalação

# Fedora ou CentOS
$ yum install nload

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install nload

2 – IPTRAF

Iptraf mostra as conexões individuais e a quantidade de dados que trafegam entre os hosts do mesmo segmento do servidor.

 

$ sudo iptraf

 

Instalação

# CentOS (repositório base)
$ yum install iptraf

# Fedora ou CentOS (com EPEL)
$ yum install iptraf-ng

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install iptraf iptraf-ng

 

3 – NETHOGS

Nethogs é uma ferramenta de linha de comando do tipo “top” para medir o consumo de banda. É uma ferramenta que mostra a largura de banda utilizada por processos individualmente e os classifica listando os mais usados (tráfego maior de dados). No caso de um pico na largura de banda, o nethogs detecta o processo responsável e identifica o PID, o usuário e o caminho do programa.

 

$ sudo nethogs

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install nethogs

# Fedora ou CentOS (com EPEL)
$ sudo yum install nethogs

 

4 – BMON

 

 

Bmon (Bandwidth Monitor) é uma ferramenta semelhante ao Nload. Ela mostra a carga de tráfego em todas as interfaces de rede no sistema. A saída também é composto por gráfico e uma seção com detalhes dos dados trafegados. Além disso, ela suporta muitas opções e é capaz de produzir relatórios em formato html.

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install bmon

# Fedora ou CentOS 
$ sudo yum install bmon

 

5 – IFTOP

Iftop mede os dados que trafegam através de conexões por sockets individuais, e funciona de uma maneira que é diferente da ferramenta Nload. Ele usa a biblioteca pcap para capturar os pacotes de entrada e saída da interface de rede e, em seguida, calcular o tamanho da largura de banda total utilizada no instante. Por ser baseado na biblioteca pcap, o Iftop é capaz de filtrar o uso de banda de tráfego e gerar relatórios sobre conexões de cada host selecionado; conforme especificado pelo filtro.

 

$ sudo iftop -n

 

Instalação

# Fedora ou CentOS
$ yum install iftop 

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install iftop

 

6 – TCPTRACK

 

 

O Tcptrack é semelhante ao Iftop, e usa a biblioteca pcap para capturar pacotes e calcular várias estatísticas como a largura de banda utilizada em cada host da rede (sockets).
O tcptrack é um software utilizado para monitorar conexões de rede baseado no tcpdump. Seu uso baseia-se totalmente em linha de comando.

 

# Monitora o tráfego da interface eth0
$ sudo tcptrack -i eth0

# Monitora o tráfego de destino na porta 22 (SSH)
$ sudo tcptrack -i eth0 dst port 22

# Monitora apenas um host da rede interna, por exemplo: 
$ sudo tcptrack -i eth0 src or dst 192.168.1.25 

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install tcptrack

 

7 – VNSTAT

 

          rx:  135.14 GiB      tx:  35.76 GiB      total:  170.90 GiB

   monthly
                     rx      |     tx      |    total    |   avg. rate
     ------------------------+-------------+-------------+---------------
       Feb '14      8.19 GiB |    2.08 GiB |   10.27 GiB |   35.60 kbit/s
       Mar '14      4.98 GiB |    1.52 GiB |    6.50 GiB |   37.93 kbit/s
     ------------------------+-------------+-------------+---------------
     estimated      9.28 GiB |    2.83 GiB |   12.11 GiB |

   daily
                     rx      |     tx      |    total    |   avg. rate
     ------------------------+-------------+-------------+---------------
     yesterday    236.11 MiB |   98.61 MiB |  334.72 MiB |   31.74 kbit/s
         today    128.55 MiB |   41.00 MiB |  169.56 MiB |   24.97 kbit/s
     ------------------------+-------------+-------------+---------------
     estimated       199 MiB |      63 MiB |     262 MiB |

 

O Vnstat é um pouco diferente das outras ferramentas mostradas até aqui. Ela é uma ferramenta de linha de comando pra sistemas Linux e BSD que monitora o tráfego das conexões de rede da máquina, baseado em informações do Kernel. Sua saída pode ser em tempo real ou estatísticas baseadas em coletas de dados em períodos pré-determinados, pois continua gravando a quantidade tráfego de dados transferidos o tempo todo. Assim, ele pode ser utilizado para gerar um relatório do histórico da utilização da rede .

 

$ vnstat -l -i eth0

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install vnstat

# Fedora ou CentOS (com EPEL)
$ sudo yum install vnstat

 

8 – SPEEDOMETER

 

 

Outra ferramenta simples que apenas gera bons gráficos coletados da entrada e saída de uma determinada interface da máquina.

 

$ speedometer -r eth0 -t eth0 

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install speedometer

 

9 – IFSTAT

 

$ ifstat -t -i eth0 0.5
  Time           eth0       
HH:MM:SS   KB/s in  KB/s out
09:59:21      2.62      2.80
09:59:22      2.10      1.78
09:59:22      2.67      1.84
09:59:23      2.06      1.98
09:59:23      1.73      1.79

 

O ifstat reporta a largura de banda de rede utilizada através de históricos do tráfego. A saída está em um formato que é fácil para registrar e analisar.

 

$ ifstat -t -i eth0 0.5

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install ifstat

 

10 – COLLECTL

 

waiting for 0.5 second sample...
#         
#Time       KBIn  PktIn  KBOut  PktOut 
10:32:01      40     58     43      66 
10:32:01      27     58      3      32 
10:32:02       3     28      9      44 
10:32:02       5     42     96      96 
10:32:03       5     48      3      28

 

Collectl pode ser usado para coletar dados de desempenho que descreve o estado atual do sistema. Ao contrário da maioria das outras ferramentas de monitoramento, collectl não se concentra em um número limitado de métricas do sistema. Em vez disso, pode reunir informações sobre vários tipos de recursos do sistema, como CPU, disco, memória , rede, sockets, tcp , inodes, memória e outros .

Publicidade

 

$ collectl -sn -oT -i0.5

 

Instalação

# Ubuntu/Debian
$ sudo apt-get install collectl

# Fedora
$ sudo yum install collectl

 

SIGA O LINUX DESCOMPLICADO

InstagramTelegramFacebookTwitterYouTube