O extundelete promete recuperar arquivos apagados contidos em sistemas de arquivos ext3 e ext4, amplamente utilizados em sistemas Linux. Baseado na ferramenta ext3grep, que vasculha um sistema de arquivo “ext3” por rastros de arquivos apagados, o extundelete é capaz de recuperar informações dos ponteiros de blocos do inode; onde ficaram salvos os arquivos removidos. Por fim, todo o conteúdo recuperado é enviado para um diretório específico.

Quando você remove um arquivo acidentalmente, recomenda-se que pare de usar imediatamente o sistema de arquivos no qual o arquivo estava. Para isso use o comando “umount”, para desmontar a partição. Embora seja possível rodar o extundelete com a partição montada, é interessante desmontá-la afim de proteger os blocos de gravação.

O extundelete está presente nas principais distros Linux. Para instalá-lo em distros derivadas do Debian (Ubuntu e Mint, por exemplo):

sudo apt-get install extundelete

Com o extundelete instalado no seu Linux, você precisa identificar onde estava salvo seu arquivo removido acidentalmente.

Supondo que você removeu um arquivo chamado video.avi, contido na partição /home do seu sistema. Assim, a primeira coisa a fazer é desmontar a partição em questão.

Primeiramente, identifique-a usando o comando:

df -h

Supondo que o sua /home está montado no /dev/sdb2, basta rodar os comandos abaixo:

sudo umount /dev/sdb2 [ ENTER ] sudo extundelete –restore-file /dev/sdb2 /home/ricardo/video.avi

Note que o último parâmetro é exatamente o nome do arquivo deletado.

Se tudo ocorrer bem, seu arquivo será recuperado em /home/SEU_USUARIO/RECOVERED_FILES. Você pode obter uma relação completa dos parâmetros e opções do extundelete aqui.

Em resumo, caso você queira restaurar a partição inteira:

sudo extundelete /dev/sda2 –restore-all

Ou restaurar um diretório específico (por exemplo “documentos”):

Publicidade
sudo extundelete /dev/sda2 –restore-directory /home/SEU_USUARIO/documentos

Espero que com esses passos você possa recuperar seus arquivos…