GCleaner – o CCleaner do sistema Linux

GCLEANER

CCleaner é um dos softwares mais populares (suporte para Windows e disponível para Android) dedicado à “limpeza” do seu computador. Para encontrar algo parecido no Linux, você deve usar o GCleaner – O CCleaner do sistema Linux. Com uma interface gráfica simples e intuitiva (similar ao programa com suporte ao Windows), o GCleaner elimina arquivos temporários rapidamente, encerra processos em execução, remove arquivos obsoletos e muito mais. Assim, seu principal objetivo é aumentar o espaço de disco, além de acelerar o sistema operacional e diversas aplicações, tais como um navegador web.

AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE!
Crie e administre aplicações entre ambientes diferentes. Tenha agilidade e padronização na entrega dos serviços de TI. E, assim, ganhe tempo e seja eficiente na entrega desses serviços. Saiba como

Para usuários Linux, ele é uma alternativa disponível ao CCleaner; tal como o BleachBit, ferramenta de limpeza muito boa também. Contudo, o GCleaner é o que mais se assemelha ao “original” do Windows.

Assim, o GCleaner é um novo projeto de Código Aberto que tem como objetivo de assemelhar-se ao famoso CCleaner do Windows, oferecendo uma interface gráfica e características semelhantes. Atualmente GCleaner tem algumas características, tais como a “limpeza” de navegadores web (Firefox), remoção de arquivos temporários, como versões do kernel anteriores e entre outros.

Em resumo, conforme projeto oficial, o GCleaner tem como a finalidade de fazer com que os usuários do CCleaner sintam-se “em casa” no mundo do GNU/Linux, garantindo suporte para distro Elementary OS Freya e Ubuntu 15.04 ou superior. Em futuras atualizações do programa, oferecerá suporte para as principais distribuições Linux.

Usando o GCleaner

O GCleaner ainda está em estado de desenvolvimento muito precoce, e portanto, sujeito a erros. Por sua conta e risco.

Para instalar o GCleaner no Ubuntu ou sistemas derivados que suportam a instalação das dependências exigidas pelo programa, acesse o tutorial completo aqui

Via fonte


 

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários


VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • Jonatan Daniel Ayllon

    Se ve muy bueno!!! lo probare, gracias por la info!!!

  • André Luiz D. Queiroz

    Mas, há necessidade de tal aplicativo no Linux?!… No caso do Windows, sabemos bem a estrutura do S.O. é dada a acumular ‘lixo’, e por isso é necessário o CCleaner e/ou aplicativos assemelhados para limpar o registro, prefetch e outras ‘tranqueiras’. Mas, nas distribuições Linux, isso também acontece?! No caso dos browser, não basta configurar o gerenciamento de cache (como é possível fazer no Firefox)?… Uma coisa é as distros Linux buscarem oferecer as mesmas funcionalidades e facilidades do Windows (e do Mac!); outra é elas apresentarem as mesmas ‘deficiências’ ! Desculpem-me se vai soar pesado, ofensivo, mas Isso, pra mim, é transformar o Linux em uma cópia ‘piorada’ do Windows…!!!

    • Juarez A. Franco Junior

      Eu tenho tres navegadores, quero excluir o cache/historicos dos dois, preciso entrar nos tres e fazer a mesma tarefa repetidamente, o linux tbm existe a pasta tmp, claro o sistema linux sabe gerenciar mt bem os arquivos temporarios, mas as vezes queremos fazer isso mais rapido e ter certeza que não esquecemos de excluir algo temporario, o gcleaner vem para resolver isso, para nós termos o sentimento de que o sistema está limpo e otimizar nossas tarefas para a limpeza do sistema, sem contar que provavelmente deve ter a opção limpeza profunda que faz um processo de sobrescrever o lixo para ter segurança que ninguem possa recupera-lo, e ai prefere fazer isso manual ou de forma otimizada?

      • André Luiz D. Queiroz

        Ok! Se o programa realmente traz facilidade, resolve “problemas” que teriam de ser tratados manualmente, então tudo bem! Mas, na verdade, dá pra automatizar a limpeza de cache usando scripts, não dá? (possivelmente o próprio GCleaner nada mais seja do que um ‘front-end’ gráfico para um pacote de scripts que automatizam os trabalhos de limpeza, imagino…)
        Agora, dando uma olhada na figura, vi que o app. tem um recurso de desinstalação de kernels antigos. até que isso é uma boa mesmo! No Mageia (minha distro atual) e outras, com o tempo a lista de opções de boot acumulam um monte de kernels, que dificilmente vamos ter necessidade de usar de novo… Além do consumo inútil de espaço no disco, isso também atrasa um pouco o boot, não é? Quando eu usava Ubuntu, tinha opção de configurar o Grub para manter apenas 3 entradas de boot, mas isso não desinstalava os kernels mais antigos automaticamente, creio…
        Em todo o caso, obrigado pelo interesse, Juarez! É sempre uma oportunidade de aprendizado pra mim! :)
        Abraços!

  • Ewerton Vasconcelos

    Muito bom o aplicativo!