RPCS3 – Emulador open source multiplataforma do PlayStation 3 com a maior lista de jogos compatíveis existente

RPCS3-emulador-Playstation3-Linux-linuxdescomplicado

O RPCS3 é o primeiro emulador de Playstation 3 a dar resultados. Começou seu desenvolvimento em 23 de maio de 2011 e conta com APIs como o Direct3D 12, Vulkan e OpenGL. Recentemente, o foco no desenvolvimento é a compatibilidade com novos processadores, novos jogos e sistemas operacionais; aumentando sua portabilidade. Assim, o RPCS3 é, atualmente, o “melhor” e mais completo emulador de PlayStation 3; embora não rode ainda muitos jogos comerciais.

RPCS3 – Emulador PlayStation 3 para Linux

O RPCS3 é um emulador open source multiplataforma (Windows e Linux) do PlayStation 3 escrito em C ++ e licenciado sob a GNU Versão 2 (você pode usar o código fonte para qualquer finalidade, mas a distribuição requer que o código fonte seja lançado e a atribuição fornecida). O emulador é capaz de inicializar centenas de jogos comerciais. Ao longo do desenvolvimento, mais e mais jogos estarão cada vez mais próximos de serem emulados.

RPCS3-jogo

O RPCS3 foi fundado pelos programadores DH e Hykem. Atualmente, hospedado no GitHub, o projeto conseguiu sucesso e é um dos mais complexos emuladores de videogames de todos os tempos com um objetivo de contemplar o maior número de jogos e características do PlayStation 3.

Hoje conta com mais de 2.400 jogos com compatibilidade total, testados e iniciados com o sistema. A compatibilidade total ainda é pequena comparado ao todo, mas alguns jogos merecem destaque; bem como: Metal Gear Solid 4 Database, Metal Slug 3, Retro City Rampage e Sonic CD e IceAge 3.

Além disso, suporta entradas de teclado/mouse e controladores nativos DualShock 4 (sem suporte nativo aos controladores DualShock 3). Também, suporta controladores baseados em XInput e MMjoy. Entretanto, não tem suporte otimizado para XWayland e periféricos do próprio PlayStation 3, como o PlayStation 3 Move controller (s) ou a PlayStation Eye Camera. Para mais informações a esse respeito, você pode ver na FAQ Oficial.

De acordo com os desenvolvedores, o RPCS3 não foi projetado para habilitar atividades ilegais e reforça que a melhor maneira de jogar jogos da PlayStation 3 é reproduzi-los no hardware original :)

Download – Linux

Os requisitos do sistema para executar corretamente o RPCS3 ainda não são totalmente conhecidos e estão sujeitos a alterações durante o desenvolvimento. No entanto, são apresentados um conjunto de requisitos mínimos que devem ser atendidos para que o emulador funcione corretamente:

– Linux 64-bit;
– Um processador x64 com suporte a SSSE3;
– GPU que suporte OpenGL 4.3 ou superior;
– Minimo: 4GB de RAM. Recomendado: 8GB de RAM ou mais;
E mais…

Assim, a equipe RPCS3 finalmente melhorou o RPCS3 no Linux ao ponto de ter alcançado compatibilidade e “estabilidade” como no Windows. Então, os primeiros binário pré-compilados já estão sendo liberados. Eles estão no formato AppImage, pois facilitam a instalação em sua distribuição Linux favorita.

Alguns jogos que “rodam bem” no Linux são: Demon’s Souls, Persona 5, Catherine, Joint Strike, Ni no Kuni, Hatsune Miku: Project DIVA F (e The Elder Scrolls IV: Oblivion.

Faça o download do RPCS3 para Linux AQUI – em “Download for Linux
v0.0.3-607d248-7472_linux64.AppImage [2017-08-01]”. Depois de baixado, dê permissões e execute o binário:

chmod a+x rpcs3-*_linux64.AppImage
./rpcs3-*_linux64.AppImage

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários

Desenvolvedor ou Sysadmin? Leia isso...

Docker é uma plataforma para desenvolvimento, provisionamento e execução de aplicações usando tecnologia de containers.

Se você é um desenvolvedor ou sysadmin você poderá ter diversas vantagens usando a plataforma Docker:
  • Desenvolve uma vez...executa em qualquer lugar;
  • Sem preocupações (dependências e/ou pacotes)... foco no desenvolvimento;
  • Elimina inconsistências na entrega das aplicações e/ou serviços;;
  • Evita o “localhost funciona”;
  • Promove uma infraestrutura escalável;

Conheça o Curso Docker - Introdução a administração de containers. Ele é introdutório a plataforma Docker e lhe dará melhor compreensão sobre as vantagens da ferramenta.


Inscreva-se agora (50% OFF) »

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...