Recentemente, a distro Trisquel 7 LTS, baseada no Ubuntu 14.04 LTS, foi lançada; garantindo suporte até 2019. Contudo, não é essa “novidade” que chama atenção. Esta distribuição surgiu em 2004 na Universidade de Vigo e foi oficialmente apresentada em Abril de 2005 pelo Richard Stallman, fundador do projeto GNU, que resolveu apadrinhá-la. Esse apadrinhamento fez com que a Trisquel obtivesse respeito perante as outras distros ditas “100% GNU/Linux”. No final de 2008, ela foi incluída pela Free Software Foundation (FSF) na lista das distribuições 100% GNU/Linux. E isso fez com ela ganhasse vários adeptos, principalmente nessa última versão.

SERÁ??

Particularmente, essa distro me chamou atenção por conta da garantia em ser 100% GNU/LINUX, mesmo sendo baseada no Ubuntu – tão contestado na comunidade Linux sobre as garantias de liberdade. Contudo, no próprio site oficial eles fizeram questão de destacar duas perguntas importantes sobre a veracidade e confiabilidade disso: “No site é divulgado como distro GNU/Linux e não somente Linux. Por quê?” e “Por que eu deveria utilizar a Trisquel em vez de distros mais conhecidas?”.

As respostas são convincentes e garantem credibilidade no assunto. O grupo de desenvolvedores e mantenedores do projeto Trisquel baseiam-se na controvérsia existente em utilizar o termo Linux ou GNU/LINUX nas distros existentes. De acordo com eles, “[…] a maioria das pessoas que usam o sistema de hoje não sabem que o que eles estão realmente usando é o sistema GNU combinado com o kernel do Linux”. Veja a resposta na íntegra aqui.

A partir disso, eles justificaram por que você deve usar a Trisquel 7.0. Por basear-se em preceitos GNU, a Trisquel é verdadeiramente livre, com softwares completamente livres – desde dos firmwares aos drivers do sistema. Efetivamente, pouquíssimas distros Linux apresentam a seus usuários a importância de se manter e proteger os pilares da liberdade GNU. Em resumo, uma distro completamente livre! Veja a resposta na íntegra aqui.

“Queremos que o seu software seja rico em recursos e funcione exatamente como você espera. Mas nós nunca vamos comprometer a sua liberdade” – tradução livre de “We want your software to be feature-rich and work exactly as you expect it to. But we’ll never compromise your freedom, either” conforme site oficial

SOBRE

Diante dessa abordagem, a Trisquel 7.0 vem ganhando vários adeptos, graças à qualidade que apresenta e também estabilidade que oferece.

Algumas novidades do Trisquel 7 LTS

Publicidade
  • kernel 3.13 (que garante a menor latência)
  • Desktop é baseado no Gnome 3.12 Flashback
  • Abrowser 33 (uma variante do Firefox)

Além do Gnome 3.12 Flashback, o Trisquel 7 LTS está também disponível com os ambientes gráficos LXDE e Sugar Learning.

 

SIGA O LINUX DESCOMPLICADO

InstagramTelegramFacebookTwitterYouTube