Sabia que você podia não ter sido alvo do maior ataque cibernético da história? Conheça o Linux – livre e gratuito

Na começo de maio (2017), um ciberataque iniciado na sexta-feira (12) se espalhou pelo mundo rapidamente. Tratava-se de um vírus do tipo ransomware que, depois de instalado, sequestra e bloqueia o acesso aos arquivos do computador até; que um resgate seja pago. Considerado um dos maiores ataques cibernéticos de todos os tempos, ele teve como alvo pessoas que usavam os sistemas Windows; desde versões descontinuadas, como o XP, até versões recentes como o Windows 8 e 10.

AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE!
Crie e administre aplicações entre ambientes diferentes. Tenha agilidade e padronização na entrega dos serviços de TI. E, assim, ganhe tempo e seja eficiente na entrega desses serviços. Saiba como

Contextualizando

O vírus ficou conhecido como WannaCry (“Quero Chorar” em tradução livre) e se tornou um dos maiores ataques cibernáticos da história porque os hackers combinaram o WannaCry com um programa worm, que tem característica de se replicar rapidamente e se espalhar automaticamente por computadores em rede. Aí o estrago foi enorme…

wannacry_04

Uma vez conectado a internet o risco era enorme! Por exemplo, se um computador da sua empresa, com uma versão do sistema Windows instalado, fosse infectado, através de abertura de e-mails ílicitos ou execução de programas maliciosos “disfarçados”, outros computadores na mesma sala poderiam ser infectados também; sem ao menos abrirem ou executerem um programa malicioso :( Agora, imagine isso em escala global! Pois é, foi o que ocorreu nesses últimos dias.

De acordo com a Europol (agência policial da União Europeia), ao menos 200 mil vítimas foram afetadas em 150 países até o dia 14 – via UOL. E esse número poderia sem muito maior, caso um especialista em segurança digital não tivesse “parado” o ataque quase quem intecionalmente :)

Em resumo, foram momentos de tensão e insegurança; já que diversos orgãos públicos no Brasil pararam suas atividades por conta do ataque, com receio em se tornarem vítimas. Hospitais na Europa tiveram suas operações comprometidas e diversos noticiários no mundo divulgaram a notícia em massa. Realmente, um dos maiores ataques cibernético da história.

Por fim, a Microsoft, empresa proprietária das versões dos sistemas Windows usadas no mundo, informou que mecanismos de segurança foram criados e que cabe aos usuários manter seus sistemas atualizados e com antivírus seguro.

Conheça o Linux

Existe uma parcela pequena de pessoas, no mundo, que usam outros sistemas operacionais em suas máquinas. Independentemente dos motivos, algumas usam o sistema proprietário da Apple (MAC OS) e outras usam algum sistema, livre e gratuito, Linux – comumente conhecido como distribuições Linux.

less-is-more_vc5qgt

Ambos, não foram alvos desse mega ciberataque dos últimos dias. Sem entrar no mérito técnico de por quais motivos essas pessoas, usuárias destes sistemas, não tiveram suas máquinas infectadas ou comprometidas, venho aqui destacar os benefícios de um sistema livre e gratuito que pode ser opção para os computadores da sua escola, da sua empresa, da sua instituição e para seu uso pessoal – no caso, as distribuições Linux! Por ser livre e grauito, e outros motivos abaixo, vou focar no Linux :)

Mas, por quê não vejo ninguém próximo usando um sistema grauito e livre como o Linux?! Como disse, infelizmente, uma parcela pequena das pessoas usam sistemas não Windows; e menos ainda usam Linux em seus computadores ou notebooks – para ambientes de servidores o cenário é outro, mas não é escopo desse artigo. Entre vários motivos, destaco a “natureza” dos sistemas Linux.

O Linux foi criado – veja a história do Linux, em vídeo, AQUI – e pensado para ser um sistema diferente aos dos existentes na epóca. Criaram diversas comunidades de usuários ao em torno dele… daí surgiram as distribuições Linux – sistemas que usam o Linux como núcleo (kernel) principal. Isso acabou por segmentar um grupo de pessoas, com conhecimento técnico, que “trouxe” pra si o sistema como sendo voltado para usuários profissionais ou entusiastas por tecnologia.

Mas, no universo Linux você é livre! Você é livre para usar, testar, executar e compartilhar com que quiser usá-lo e aprendê-lo. Empresas e instituições de ensino já perceberam tal benefício. Administradores de rede, técnicos de informáticas e outros profissionais que interagem nesse universo diariamente, com certeza, conhecem a real necessidade em se aprender a usar o sistema Linux no mercado de trabalho! Mas por quê o “usuário comum” (que pode ser seu caso) não se deu conta dessa necessidade?

Acredito, fortemente, que o desconhecimento ou até mesmo a maneira como é interpretado, o Linux acabou ficando como uma opção remota para um uso pessoal! As “facilidades” em se usar o sistema Windows e o poder de mercado que ditam o que deve ser criado por outras empresas, tanto para hardware como software, “seduzem” e reduzem drasticamente alguém a pensar em ter que configurar ou instalar algo de maneira “braçal” e complicada, como muitos reproduzem por aí ao falar do Linux. Além disso, criou-se o estereótipo de que sistemas Linux são feios e ultrapassados :/

Entretanto, a cada dia, são sistemas que mais crescem no cenário de uso pessoal, nos últimos tempos. O histórico de desenvolvimento mostra o quanto ambientes Linux “evoluíram” e cresceram:

win10-xfce-ui

A imagem acima é referente ao sistema Linux Mint (Ambiente Xfce com tema Adapta-nokto (ícones Numix circle) e com DockbarX configurado). Pelo menos no quesito “beleza” os ambientes Linux melhoraram :)

Sendo assim, vou aproveitar esse espaço para destacar alguns pontos dos quais o Linux pode ser a melhor opção para suas necessidades atuais:

AVISO
Meu intituito, nessa postagem, NÃO é dizer o que o sistema da Microsoft não “presta” e não atende as suas necessidades. Meu objetivo, é conscientizá-lo de que existem outras alternativas para se ter um sistema operacional seguro e grauito no computador :)
Pois, você já usa Linux em diversos ambientes e, talvez, nem saiba, bem como: smartphones. Então, por quê não tentar usá-lo no seu computador pessoal também?!

1. GRATUITO

Sim… de qualidade e de graça! Os sistemas Linux são, em sua maioria, gratuitos. Existem empresas que oferecem serviços complementares que acabam por cobrar por isso. Mas, diversas outras opções são disponibilizadas gratuitamente. Basta baixar e instalar :)

Provavelmente, lhe trará uma enorme economia, pois deixará de pagar por licenças para ter o sistema operacional instalado na máquina. Expanda isso para uma empresa… a economia poderá ser gigantesca!

2. SEGURO

Mesmo não havendo sistema 100% seguro, os sistemas Linux são menos suscetíveis a vírus, malwares e outros males. Por ser software livre e de código aberto; e possuir uma comunidade enorme de pessoas que trabalham para que ele possa ser sempre atualizado, sistemas Linux tendem a ser mais seguro.

Outro aspecto, refere-se a quantidade pessoas que os usam. Por possuir um número menor de pessoas, ferramentas maliciosas tendem a ser criadas para o Linux em menor número, também. Assim, os sistemas Linux são considerados tão seguros que muitos usuários dispensam o uso de anti-vírus :) Acredita?

3. PERSONALIZÁVEL

Existe uma gama de “sabores” disponíveis para personalizar um ambiente Linux, pode-se escolher o ambiente que mais lhe agradar. A imagem anterior é apenas um tipo de Ambiente Linux disponível :) Caso queira ver mais clique AQUI e AQUI, e veja algumas imagens interessantes!

4. REPOSITÓRIO DE PROGRMAS

A maior parte dos sistemas Linux vem com sua própria central de programas, centralizando todo o catálogo de softwares disponíveis e tornando mais seguro o processo de atualização e download dos programas.

E, são, todos softwares livres. Mas, caso seja preciso você poderá baixar e instalar softwares que não estejam nesse “catálogo”. Independentemente disso, o mais importante é que diversos programas, testados e aprovados, são disponibilizados de maneira segura e centralizada!

5. DESEMPENHO

Os sistemas Linux podem ser tão leves que podem “reviver” aquela sua máquina antiga parada no canto da sala. Dependendo do ambiente gráfico escolhido, você poderá ter um consumo computacional baixo comparado a outros sistemas operacionais no mercado :)

Então pode ser ideal para ambientes onde o parque tecnológico está aquém das opções de “luxo” do mercado computacional (Core i3, i5, i7, i1000). Usar o Linux se beneficiando dessa característica pode ser uma grande vantagem \o/

GOSTEI… POR ONDE COMEÇAR?!

Então vou lhe sugerir uma lista de sites e blogs que falam de Linux diariamente no Brasil e uma lista de distribuições Linux que darão norte para você começar a aprender esse universo, gigantesco, do Linux :)

LISTA DE SITES QUE FALAM DE LINUX NO BRASIL

Além, claro, do Linux Descomplicado :) existem diversos sites que podem ajudar sua nova caminhada. Segue lista, em ordem alfabética:

Blog do Edivaldo
DioLinux
LinuxBuzz
LinuxDicasESuporte
SempreUpdate
Ubuntu Dicas
Viva o Linux

LISTA DE DISTRIBUIÇÕES LINUX

Lhe indico a ferramenta criada pelo Linux Descomplicado (por mim) para auxiliar pessoas que tenham interesse em encontrar qual distribuição Linux é melhor, conforme as suas necessidades. E antes que pense… sim, são muitas opções existentes :)

Então, confere lá \o/

Considerações Finais

Eu sei que é muita informação de uma vez só. Mas, se você não conhecia o Linux e conheçou através dessa postagem, comenta logo abaixo. E, se você já conhecia, inclusive o Linux Descomplicado :), compartilhe com seus amigos qual distribuição Linux você usa, suas experiências e histórias no mundo Linux \o/

O objetivo é atingir maior número de pessoas possível. Assim, o Linux pode chegar de vez no mundo desktop :)

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários


VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...