Dúvidas mais comuns sobre o Ubuntu 16.04 que talvez você ainda não tenha obtido respostas

QuestionamentosDuvidas-Ubuntu-1604-linuxdescomplicado

Ubuntu 16.04 lançado e muitas notícias sobre o tema foram publicadas. Como era de se esperar, muitos questionamentos à cerca do assunto iriam surgir. Muitos se perguntam se é o momento certo ou se é obrigado a mudar para essa versão, muitos se perguntam sobre os novos recursos oferecidos; os pacotes snap e o sistema de arquivos ZFS, por exemplo. Diante disso, talvez tenha aparecido alguns outros questionamentos que você deve ter feito sobre o Ubuntu 16.04 e talvez ainda não tenha obtido respostas. Que tal descobri-las agora?

Ubuntu 16.04 disponível

Acho difícil você não estar sabendo, mas o Ubuntu 16.04 foi liberado 21 de abril de 2016versão final. Baixe essa versão aqui.

Caso não seja um usuário familiarizado com o Linux, provavelmente já deve ter escutado sobre o Ubuntu e já pode ter usado alguma vez. Com o lançamento do Ubuntu 16.04, muitos usuários se motivaram para instalar um sistema Linux e começar de vez nesse universo.

Portanto, caso você tenha alguns questionamentos sobre o Ubuntu 16.04 (antes de instá-lo, por exemplo) e talvez ainda não tenha obtido respostas, seguem as respostas .

Por quê tanta notícia sore o Ubuntu 16.04 ?

Como essa versão é o do tipo LTS e tem periodicidade de lançamento a cada 2 anos, era esperado por muitos a divulgação das principais novidades. Como tal, foi lançado o Ubuntu 16.04 LTS “Xenial Xerus” no dia 21 de abril!

Versão LTS ?

LTS_significado_linuxdescomplicado
LTS significa “Long Term Support“. Em outras palavras, esta é a versão do Ubuntu que é oficialmente suportada pela Canonical para os próximos 5 anos; isso significa que você continuará a receber atualizações de segurança. Assim, versões do tipo LTS são mais estáveis e seguras.

Por outro lado, versões não LTS oferecem suporte por até 9 meses. Assim, essas versões são recomendadas somente se quisermos atualizar o Ubuntu sempre a cada nova versão lançada – semestralmente.

Codinome “Xenial Xerus” ?

xenial-xerus_significado_linuxdescomplicado

É uma tradição da Canonical (empresa mantenedora do Ubuntu) fornecer um nome para cada versão lançada do Ubuntu. Normalmente, desde da versão Ubuntu 4.10 “Warty Warthog”, o padrão adotado é um nome composto que contém um adjetivo e um nome de animal. Sendo assim, “Xenial Xerus” significa “Xerus Hospitaleiro”, onde Xerus é uma espécie de roedor terrestre próprio da África.

Por fim, resumo que o nome “Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus” é composto pelo ano e mês de lançamento da versão (16.04), tipo da versão (LTS) e um adjetivo mais um nome de animal (Xenial Xerus) 😉

Devo atualizar para essa versão ?

As versões do Ubuntu são lançadas semestralmente (LTS ou não). Assim, se você for atualizar seu sistema a cada lançamento poderá causar algum conflito com programas já instalados ou outros contratempos (não é comum acontecer, mas poderá). O argumento determinante para se decidir atualizar ou não uma versão, é quando a versão atual estar próxima do fim do suporte oficial. Isto é, quando você irá ficar com uma versão que não oferecerá mais atualizações de segurança… aí, realmente não vale à pena continuar com ela, não é mesmo?!

ubuntu-release-cycle-2

Por exemplo, se você estiver usando o Ubuntu 15.10, você deve saber que em meados deste ano, você não receberá mais atualizações de segurança. Já se você usa o Ubuntu 15.04, você já não tem suporte oficial desde fevereiro de 2016. Agora, se você estiver usando o Ubuntu 14.04 LTS, onde receberá atualizações até 2019, ou se estiver usando o Ubuntu 12.04 LTS , onde receberá atualizações até o próximo ano (2017); caberá a você querer usufruir das novidades do Ubuntu 16.04 ou não. Pois, em relação a seguridade, não haverá problema nenhum se quiser continuar com essas versões – desde que não ultrapasse o período de suporte oficial 😉

Como atualizar para essa versão ?

atualizar-1604_significado_linuxdescomplicado

Se você usa o Ubuntu 15.10 ou outra versão LTS anterior, o aviso de atualização aparecerá automaticamente – caso seu sistema esteja atualizado.

Se você estiver usando o Ubuntu 14.04 LTS, você não receberá a notificação até julho desse ano. Isso ocorre, pois para garantir estabilidade da nova versão (16.04) o aviso de atualização ocorrerá quando for lançado o Ubuntu 16.04.1. A sub-versão Ubuntu 16.04.1 LTS será a mesma, contudo com patches de atualizações que vêm nas primeiras semanas desde o seu lançamento.

Contudo, independentemente da versão usada, você pode forçar a verificação de atualização. Para fazer isso, siga o tutorial disposto aqui.

Posso testar essa versão, antes de instá-la ?

Sim. A mesma imagem ISO baixada para instalar o Ubuntu também serve para testá-lo. É o que é conhecido como Live-CD, onde o sistema é executado na memória RAM sem precisar instalar no disco rígido. Assim, se você gostar ou não tiver problemas, você pode iniciar a instalação a partir de um ícone aparece na área de trabalho.

E o Unity… qual versão usada ?

unity_1604_significado_linuxdescomplicado

Por padrão, o Unity é a versão 7.4. A tão aguardar versão 8 do Unity não está, por padrão, nessa versão – previsão para a versão 16.10 (outubro 2016). Mesmo assim, o Unity 7.4 inclui algumas novas funcionalidades como a possibilidade de colocar o lançador na parte inferior da tela, a opção para mostrar sempre os menus de aplicações (padrão desaparecer se não colocar o mouse sobre), e o desaparecimento de pesquisas online por padrão.

Posso testar o Unity 8 ?

unity8_1604_significado_linuxdescomplicado

O Unity 8 é tão aguardo, pois será a próxima revolução do Ubuntu. Essa versão usará o novo protocolo gráfico denominado Mir, em substituição ao X11. Apesar de não ser instalado por padrão, ele está disponível nos repositórios e pode ser instalado com um simples comando.

ATENÇÃO
Como não está estável ainda, você pode encontrar problemas e bugs. Por sua conta e risco!
$ sudo apt-get install unity8-desktop-session-mir

Como colocar a barra do Unity na parte inferior da tela ?

unitybaixo_1604_significado_linuxdescomplicado

Execute o comando, abaixo, no campo de pesquisa da Unity (Dash) para ter como resultado a barra Unity na parte inferior da tela:

gsettings set com.canonical.Unity.Launcher launcher-position Bottom

Para desfazer o processo; e trazer de volta para a parte à esquerda da tela, execute:

gsettings set com.canonical.Unity.Launcher launcher-position Left

Gnome Software no Ubuntu ?

gnomesoftware-1604_significado_linuxdescomplicado

O Fedora foi a primeira distro a usar o Gnome Software. Já o Ubuntu, nas versões anteriores, teve sua própria Central de Programas. Como a comunidade Gnome desenvolveu uma central tão boa quanto (ou até melhor) que o Ubuntu resolveu usar agora na sua versão 16.04 😉

Além disso, em paralelo ao Projeto Snappy, os desenvolvedores do Ubuntu acharam que seria mais fácil para adicionar o suporte para esses novos pacotes do Snappy ao GNOME Software do que o obsoleto Ubuntu Software Center (Central de Programas do Ubuntu).

Projeto Snappy ?

snap-1604_significado_linuxdescomplicado

Snap é um novo tipo de pacotes que nos permite instalar programas de maneira muito simples, sem ter de procurar as dependências. Conforme, o site oficial do Ubuntu, os pacotes snap são uma nova maneira de obter o sua aplicação no Ubuntu. Lançado no Ubuntu 16.04 LTS, o snap é um novo formato de empacotamento da aplicação. É um tipo de pacote que inclui não só o programa, mas também inclui as dependências que você precisará usar \o/

Assim, posso dizer que você não precisará instalar ou usar repositórios adicionais para satisfazer dependências. E também, poderá instalar novos aplicativos em versões anteriores do Ubuntu, mesmo se as dependências não estão disponíveis nesta versão. Outra grande novidade é que todos os aplicativos que instalar com snap estarão isolados do resto do sistema, por razões de segurança; sem afetar outras aplicações.

Mas, não se preocupe… o modo de instalação de programas no Ubuntu (pacote .DEB e repositórios online) continuará funcionando. A Canonical continuará apoiando todas as dezenas de milhares de pacotes disponíveis para o Ubuntu, de modo que este não é um “substituto” para o pacote .DEB ou qualquer coisa, é apenas uma maneira mais simples para instalar programas 😉

Suporte ao sistema de arquivos ZFS ?

ZFS é um sistema de arquivos criado originalmente pela Sun Microsystems para o sistema operacional Solaris. Muitas distros Linux possue suporte ao ZFS. Agora é a vez do Ubuntu. O ZFS permite uma grande capacidade de armazenamento, com volumes que podem chegar a 256 zebibytes (2 a 78 bytes), e uma maior integridade dos dados. Então ZFS tem um grande potencial em servidores e desktops.

Contudo, o ZFS tem muita controvérsia por trás do seu desenvolvimento. Pois, não está claro se a sua execução no Ubuntu e outros sistemas livres é legal; já que o ZFS nasceu como código fechado, então ele foi aberto, e foi finalmente adotou a licença CDDL que fere o uso junto com GPLv2 – adotada pelo kernel Linux.

Em resumo, quais são as novidades ?

1- Substituição do Ubuntu Software Center “Central de Programas do Ubuntu” pelo GNOME Software.

2- Remoção de softwares padrões, como: Brasero e Empathy (mensageiro). Adição do GNOME Calendar.

3- Remoção de pesquisa online no Unity 7.

4- Suporte ao sistema de arquivos ZFS.

5- Atualização de softwares, bem como: LibreOffice, Gedit e outros.

6- Suporte a pacotes snap.

7 – Personalização da barra do Unity


Via | Omicrono.com

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários

Desenvolvedor ou Sysadmin? Leia isso...

Docker é uma plataforma para desenvolvimento, provisionamento e execução de aplicações usando tecnologia de containers.

Se você é um desenvolvedor ou sysadmin você poderá ter diversas vantagens usando a plataforma Docker:
  • Desenvolve uma vez...executa em qualquer lugar;
  • Sem preocupações (dependências e/ou pacotes)... foco no desenvolvimento;
  • Elimina inconsistências na entrega das aplicações e/ou serviços;;
  • Evita o “localhost funciona”;
  • Promove uma infraestrutura escalável;

Conheça o Curso Docker - Introdução a administração de containers. Ele é introdutório a plataforma Docker e lhe dará melhor compreensão sobre as vantagens da ferramenta.


Inscreva-se agora (50% OFF) »

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • Ewerton Vasconcelos

    Excelentes novidades…