8 distribuições Linux destinadas para artistas, músicos e designers

Produz algum material artístico, multimídia; sendo profissional ou não? Quem atua nesse ramo sempre precisa de ferramentas bem específicas para desenvolver suas atividades. Diversos softwares livres, voltados para artistas, músicos e designers, podem ser encontradas. Muitos deles, equivalentes a softwares proprietários e pagos. Que tal, usar um sistema que ofereça, por padrão, aplicações para essa finalidade? Existem distribuições Linux especializadas para produção musical, edição de vídeo, design gráfico e modelagem 3D, por exemplo. Onde oferecem uma gama de softwares que contemplam as necessidades básicas/avançadas.

AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE!
Crie e administre aplicações entre ambientes diferentes. Tenha agilidade e padronização na entrega dos serviços de TI. E, assim, ganhe tempo e seja eficiente na entrega desses serviços. Saiba como

Devo usâ-las?!

studio-linux

Essas distribuições Linux não são apenas um conjunto de aplicativos. A maioria delas são otimizadas para garantir melhor desempenho nas tarefas realizadas por artistas, músicos, designers e outros. Por exemplo, elas podem oferecer baixa latência implementada no kernel e adotar parametrizações que minimizam os atrasos em solicitações das tarefas. Além disso, usam um ambiente de trabalho leve e que otimize as configurações de swap; dando mais recursos para tarefas de renderização em 3D, por exemplo. E algumas, também podem incluir ferramentas para calibração do monitor, que garantem suporte a vários dispositivos (tablets, scanners, teclados MIDI, microfones, etc).

A desvantagem, em usar distribuições Linux destinadas para artistas, é que elas são, na maioria das vezes, mantidas por uma equipe muito pequena, ou apenas por uma única pessoa. O risco do projeto ser interrompido é muito maior do que se você usar distros com comunidades bem mais robustas e consolidadas.

Por outro lado, a maioria dessas distribuições baseiam-se numa base estável, bem documentada. A maioria são derivadas de distros populares, bem como: Debian e Ubuntu LTS.

Distribuições Linux destinadas para artistas

0Linux

0Linux

0Linux é um sistema GNU/Linux independente (não baseada em nenhuma distro). Ele contém uma coleção de softwares livres para a produção de áudio, design gráfico e edição de vídeo.

É uma distribuição Linux francesa. O 0Linux fornece mais de 1.400 pacotes no seu repositório online. 0Linux utiliza comandos de gerenciamento de pacotes personalizados para a instalação (spackadd) e remoção (spackrm) de pacotes .spack. 0Linux também inclui uma série de ferramentas caseiras, todos começando com um “0”, para configurar vários aspectos do sistema.

Apodio

APODIO

Apodio é uma distribuição Linux com uma grande coleção de softwares de código aberto de áudio e vídeo, bem como utilitários gráficos para tornar a administração do sistema mais simples e intuitiva possível. É baseado no Ubuntu.

Contudo, diferentemente de outras distros que serão apresentadas aqui, o Apodio possui uma documentação escassa e poucas atualizações de versões desde do seu lançamento. Anteriormente baseado em Mandriva, agora ele roda baseado no Ubuntu 14.04. Mesmo com essas “limitações”, essa distro possui uma quantidade enorme de softwares para produção de áudio e vídeo (não ficará desapontado com a lista). Possui um ambiente de trabalho simples, o Xfce.

Av Linux

AV_LINUX

É uma distribuição versátil, baseada no Debian com uma grande coleção de software de produção de áudio e vídeo. Além disso, também inclui um kernel personalizado para o desempenho de áudio de baixa latência. O ambiente de trabalho, padrão, é o Xfce.

É focada principalmente para produção de áudio e vídeo. Além disso, é composto por uma grande variedade de softwares (incluindo programas comerciais, mas apenas com versões demo), dentre alguns deles estão: Audacity, Ardour, LMMS (Linux MultiMedia Studio), Mixxx e outros.

Fedora Design Suite

FedoraDesignStudio

Repleto de softwares livres para editoração e produção de multimídia, o Fedora Design Suite foi criado por designers, para designers. Esse projeto é um “flavor” do projeto Fedora, tal como o Ubuntu faz (Kubuntu, Lubuntu e outros). Inclui as ferramentas favoritas da equipe do projeto Fedora. São os mesmos programas que os desenvolvedores usam para criar toda a arte do Fedora; bem como: desktop, desgins de mídias externas (CD/DVD), designs de página web, interfaces de aplicativos, panfletos, cartazes e muito mais.

O Fedora Design Suite herda características da versão principal do Fedora, incluindo o ambiente desktop Gnome.

KXStudio

Kxstudio

No KXStudio já estão pré-instaladas diversas ferramentas para produção musical, tais como editores de partituras, softsynths (sintetizadores virtuais), DAWs, sequenciadores MIDI, editores de áudio etc. e usa kernel low-latency. Ele vem com o ambiente gráfico KDE por padrão e é baseado no Ubuntu. Além disso, vem com um kernel de baixa latência.

Se você for um produtor musical e deseja trabalhar com o Linux, o KXStudio é para você. Pois, essa distro tem o foco na edição de produção do som. Pois, ela possui o seu próprio conjunto de ferramentas relacionadas com o áudio chamados Cadence. A maioria dos aplicativos inclusos são livre e de código aberto, mas o KXStudio permite instalar softwares proprietários (principalmente plugins e softwares que dão suporte para vários formatos de arquivo) a partir de um repositório não-livre.

Musix

MUSIX

Musix é uma distribuição Linux baseada no Debian que contém uma coleção de softwares livres para a produção de áudio, design gráfico e edição de vídeo. É um sistema para músicos, técnicos de som, DJs, cineastas, designers gráficos, e usuários em geral.

O Musix contém, exclusivamente, software livre; sem partes proprietárias. É de 32 bits somente, baseado em Debian, usa um kernel em tempo real, e suas opções DE padrão são LXDE, KDE, e IceWM.

Newt OS Studio

NewtOS-STUDIO

É um projeto semelhante ao Fedora Design Suite, mas com base na última versão estável do openSUSE. Newt OS Studio permite escolher entre dois ambientes gráficos leves (LXDE e Loki) e oferece aplicativos muito conhecidos pelos usuários – Gimp, Inkscape, Darktable, audácia, Scribus, Sweet Home 3D , ente outros.

Newt OS Studio é uma versão construído sobre o Newt OS, distro criada, na ferramenta SUSE studio, por um entusiasta Linux; chamado Newt 😉

Ubuntu Studio

UbuntuStudio

Provavelmente a distribuição Linux, para essa finalidade, mais popular! O Ubuntu Studio tem feito parte da comunidade Ubuntu desde 2007. A diversas vantagens sobre essa distro, bem como: possui uma lista considerável de softwares, diversas fontes instaladas por padrão e um kernel de baixa latência. Por exemplo, com o Ubuntu Studio é possível usar Pulse Audio e Jack simultaneamente, e ele vem com uma ferramenta gráfica chamada qjackctl que serve como um painel de controle para facilitar a utilização do JACK. Com ele você pode conectar um número de diferentes aplicações para um dispositivo de áudio, bem como permitindo que eles compartilhem áudio entre si.

O ambiente de desktop padrão é Xfce, e você pode usar uma versão LTS se você está procurando estabilidade também. Também é possível atualizar a cada 9 meses para manter-se com novas versões e funcionalidades do Ubuntu. Tal como os outros “flavor” do Ubuntu.


Via | MakeOfUse

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários


VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • Eu já usei o Ubuntu Studio, acabei indo para o Ubuntu LTS normal. Algumas distros acho que são boas pra quem mexe com animação ou tem um estúdio de gravação mesmo.

  • wellington hipolito

    Linux é muito bom mas as vezes deixa a desejar. Não consigo encontrar um aplicativo que funcione, para uma tarefa simples que é nivelar o volume de arquivos em mp3. No Ubuntu tem o qtgain e mp3gain, ambos não funcionam nas versões mais novas do sistema. Resta linha de comando mas é chato e menos prático que usar um aplicativo. Audacity faz o serviço mas é uma dor de cabeça e não prático.