Quais são as distribuições Linux recomendadas para desenvolvedores frontend e backend?

Linux-para-Desenvolvedores

Entre os desenvolvedores, geralmente desenvolvedores backend, que precisam configurar o Ruby ou NodeJS, por exemplo, muitas vezes se encontram em um grande dilema: “qual distribuição Linux é recomendada para desenvolvedores?” ou “qual distribuição Linux irá executar em um melhor ambiente virtual ou em um hardware antigo?”. É óbvio… todas estas, e muitas outras questões, são difíceis de responder. A resposta que vem logo a mente é que a melhor distribuição Linux sempre é aquela que atenderá suas reais necessidades. Contudo, exige tempo e dedicação testar e verificar qual distribuição Linux, realmente, atenderá suas necessidades. Portanto, para direcioná-lo melhor; segue lista com as principais distribuições Linux que são recomendadas para desenvolvedores frontend e backend.

Distribuições Linux recomendadas para desenvolvedores

Para facilitar a divulgação da lista, resolvi dividir as sugestões de distribuições Linux recomendadas para desenvolvedores em Dev frontend e Dev backend. Assim, fica fácil de visualizar que as distribuições Linux Desktops, com os mais variados ambientes gráficos disponíveis que fazem grande diferença para os desenvolvedores frontend; e as distribuições Linux para servidores que são mais indicadas para desenvolvedores backend.

AVISO
A lista a seguir está em ordem alfabética e não obedece nenhuma ordem decrescente do melhor para o pior.

Dev frontend

Dev_frontend

1 – Arch Linux

Distribuição popularmente conhecida por sua filosofia que define simplicidade como oferecer um ambiente sem complementos adicionais que permite ao usuário mudar o sistema de acordo com suas necessidades. Além disso, é “Rolling-release“, sem base fixa e com constantes atualizações. Mas, claro, sempre com as últimas versões estáveis dos pacotes. Desenvolvedores que desejam estar sempre com versões recentes e estáveis das suas ferramentas, devem “estudar” um pouco mais esta distribuição.

2 – Elementary OS

É uma distribuição Linux baseada no Ubuntu. Seu estilo e design é, fortemente, influenciado pela aparência dos sistemas Mac’s. Não necessariamente tenta imitá-lo, mas para quem tem apreço pelo design dos sistemas da família Mac; isso poderá fazer grande diferença. Tem a sua própria área de trabalho (Pantheon desktop environment) e oferece aplicações muito minimalistas para uso diário e mais técnico.

3 – Fedora

A distribuição “user-friendly” da RedHat. Tem como ambiente desktop, por padrão, o GNOME Shell. O Fedora também é uma boa escolha para os desenvolvedores que pretendem ou já executam aplicações em servidores RedHat Enterprise Linux ou CentOS, pois eles compartilham a mesma base de softwares gerenciadores de pacotes: dnf, yum e rpm. Além disso, a distribuição Fedora tem um suporte característico para um leque maior de IDE’s e ferramentas de desenvolvimento.

4 – Linux Mint

O Linux Mint é uma distribuição baseada no Ubuntu. Foi liberada pela primeira vez em 2006. Considerada por muitos como um “Ubuntu melhorado” ou o “Ubuntu perfeito”; por incluir drivers e codecs proprietários por padrão e por alguns recursos que permitem fazer em modo gráfico configurações que no Ubuntu são feitas de modo texto. Além disso, oferece um ambiente gráfico próprio chamado Cinnamon (baseado no GNOME clássico) que destoa do Unity – ambiente desktop do Ubuntu (contestado por muitos usuários).

5 – Ubuntu

É consenso geral que é a primeira distribuição Linux a ser escolhida. É a mais popular, mais fácil de usar e encontrar material de ajuda na internet… Além disso, vem com suporte para a maioria dos hardwares e é muito amigável para as pessoas que são novas no mundo Linux. Mesmo com tudo isso ao seu favor, muitos usuários iniciam nela e depois procuram algo mais próximo das suas características de trabalho. Portanto, o Ubuntu oferecerá muitos recursos e ferramentas de trabalho; mas não será, para muitos, a distribuição Linux que atenderá completamente suas necessidades.

Dev backend

Dev_backend

1 – CentOS Server

Considerada a versão “livre” do RHEL (Red Hat Enterprise). É construído quase inteiramente com base no RHEL e possui o mesmo sistema de pacotes. Isso lhe dá o mesmo nível de segurança e suporte, por conta dos updates, que outras soluções Linux Enterprise, porém sem custo. É popular entre os desenvolvedores backend que preferem trabalhar com o gerenciador de pacotes RPM e, possivelmente, aqueles que usam Fedora como sistema Linux desktop.

2 – CoreOS

Muito popular como um sistema leve para rodar containers de softwares. Ao contrário das outras distribuições Linux listadas aqui, o CoreOS não oferece um gerenciador de pacotes. Assim, o desenvolvedor deverá fornecer todas as dependências de software como parte de um “container” leve.

3 – Debian Server

Debian é uma das distribuições Linux mais antigas e populares. É considerada, por administradores de sistema, como o sistema operacional mais estável e robusto. A base de software é enorme, com mais de 56864 pacotes de softwares. Devido a sua popularidade, muitas outras distribuições, cliente e/ou servidor, são baseados em pacotes .deb do Debian.

4 – Ubuntu Server

É construído completamente em cima do Debian e é 100% compatível os pacotes dele. A Canonical (empresa por trás do Ubuntu) investe cada vez mais para tornar essa versão do Ubuntu como um servidor confiável e robusto. Os desenvolvedores frontend que trabalham no Ubuntu Desktop tendem a preferi-lo por conta de possuir o mesmo sistema de gerenciamento de pacotes; o apt.

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários

Desenvolvedor ou Sysadmin? Leia isso...

Docker é uma plataforma para desenvolvimento, provisionamento e execução de aplicações usando tecnologia de containers.

Se você é um desenvolvedor ou sysadmin você poderá ter diversas vantagens usando a plataforma Docker:
  • Desenvolve uma vez...executa em qualquer lugar;
  • Sem preocupações (dependências e/ou pacotes)... foco no desenvolvimento;
  • Elimina inconsistências na entrega das aplicações e/ou serviços;;
  • Evita o “localhost funciona”;
  • Promove uma infraestrutura escalável;

Conheça o Curso Docker - Introdução a administração de containers. Ele é introdutório a plataforma Docker e lhe dará melhor compreensão sobre as vantagens da ferramenta.


Inscreva-se agora (50% OFF) »

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • Thanks for share.

  • M1209

    pra mim a melhor é o ubuntu