Saiba como verificar a vida útil do seu disco rígido

Todos sabem que os discos rígidos (HD) são equipamentos feitos de componentes mecânicos, suscetíveis a desgastes com o passar do tempo. Prever quando um HD irá falhar totalmente é quase improvável, pois defeitos podem começar a aparecer por vários motivos; até mesmo pela própria utilização normal do dispositivo. Portanto, para evitar os famosos badblocks, setores defeituosos na superfície do disco magnético, que dificultam a leitura/escrita de dados deixando o tempo de resposta do disco muito lento, você precisa saber diagnosticar o estado atual do disco; antes mesmo que ele comece a falhar!

AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE!
Crie e administre aplicações entre ambientes diferentes. Tenha agilidade e padronização na entrega dos serviços de TI. E, assim, ganhe tempo e seja eficiente na entrega desses serviços. Saiba como
(Infelizmente) Este artigo foi baseado no meu notebook, com Ubuntu 12.04 LTS instalado. Felizmente, obtive informações de erro do disco antes mesmo que pudesse perder todos os meus dados! Então, recomendo a todos que façam backup (cópia de segurança) de seus arquivos constantemente – nunca se sabe quando um HD poderá nos deixar na mão :(

Atualmente os discos rígidos modernos podem realocar ou marcar os badblocks automaticamente através do serviço de monitoramento chamado SMART. Isso é impercetivel ao sistema operacional e ao usuário por se um tratamento na camada de hardware do HD sendo desnecessário o intervenção manual, mas nem sempre esse tratamento é feito com sucesso.

É possível monitorar os erros de leitura do HD (mesmo antes dos badblocks começarem a aparecer) usando o SMART. No Linux, este recurso é disponibilizado através do “smartmontools“, um pacote disponível nos repositórios da maioria das distribuições e também no http://smartmontools.sourceforge.net/.

SMARTMONTOOLS

Todos recursos da ferramenta podem ser acessadas usando o utilitário smartctl.

Para começarmos a diagnosticar o disco é preciso acessar o terminal e executar o comando abaixo – responsável por coletar as informações do drive do disco:

sudo smartctl -i /dev/sda

Caso esteja informando: SMART support is: Disabled. Basta executar o comando [ sudo smartctl -s on /dev/sda ] para ativar o SMART!

Diagnosticando seu disco

O smartmontools oferece diversos níveis de diagnósticos – Rápido e Longo. No nível mais rápido já é possível coletar muitas informações úteis sobre a vida útil do seu disco!

Em primeiro lugar, execute o comando abaixo; para um diagnóstico rápido que leva cerca de 2 minutos:

sudo smartctl -t short /dev/sda

Logo em seguida, execute o comando abaixo para exibir um relatório de todos os auto-testes realizados e o status de cada um.

sudo smartctl -l selftest /dev/sda

Num HD saudável, todos reportarão “Completed without error”. Contudo, no meu caso obtive o seguinte:

Como pode reparar, foi listado alguns erros na coluna STATUS. Isto caracteriza problemas no disco analisado. Para adquirir informações mais consistentes sobre esta situação é preciso executar outro comando!

O uso do parâmetro “-H” (health) exibe um diagnóstico rápido e preciso:

sudo smartctl -H /dev/sda

Com este comando, obtive a certeza que meu disco está com um erro iminente:

Como foi destacado, o resultado do diagnóstico foi FAILED e com uma solução prática: SAVE ALL DATA (salve todos os seus dados)!

Mas é importante salientar alguns tópicos. A coluna TYPE (como destacada) descreve o tipo de falha. Neste caso, um disco “FAILED” não é um local seguro para guardar seus dados, mas em muitos casos ainda pode funcionar por alguns meses. Portanto, os casos marcados como TYPE “Old_age” indicam sintomas de que o HD está no final de sua vida útil, mas não significam por sí só problemas iminentes. Os mais graves são os TYPE “Pre-Fail”, que indicam que o HD está no final de sua vida útil – o meu caso :(

Na coluna “WHEN_FAILED” (a mais importante), você vê o status FAILING_NOW. Num HD saudável, esta coluna fica limpa para todas as opções, indicando que o HD nunca apresentou os erros!

Embora relativamente raro, em muitos casos o drive pode realmente se perder menos de 24 horas depois de indicado o erro, por isso transfira todos os dados importante imediatamente!!

Solução?!

Naturalmente, não basta executar estes testes apenas uma vez, pois erros graves podem aparecer a qualquer momento. Você só terá segurança se eles forem executados periodicamente.

No caso do Ubuntu, existe a ferramenta “Utilitários de Unidades” como ferramenta padrão de diagnóstico usando o SMART (foi através dele que recebi informações sobre o estado do disco – de tempos em tempos ele faz a checagem do estado da vida útil do HD)

Mas infelizmente, na maioria dos casos o problema é irreparável! Sempre é recomendado a realização do backup imediata e a troca do disco comprometido! Contudo, encontrei um material que tenta (ele conseguiu, mas eu não) resolver o problema de badblocks usando a ferramenta hdrecover. Este processo é bastante demorado (horas e horas) e você garante que está sujeito a perda de dados no momento da recuperação!

Para maiores informações, segue:

Ricardo Ferreira

Ricardo Ferreira

Fundador do Linux Descomplicado - LD.

Sempre em busca de novos conhecimentos, preza por conteúdo de qualidade e auto-explicativo. Por isso, persiste em criar um site com artigos relevantes para todos os leitores do Linux Descomplicado!
Ricardo Ferreira

Comentários

comentários


VOCÊ TAMBÉM PODERÁ LER...

  • TNT

    E se maquina for virtual ? vai ser feita somente a analise do disco virtual ?

    • linux10complica

      Com certeza

  • Taciano Morais Silva

    Olá,

    Meu disco é particionado com Linux e Windows. Ele fará algo na partição Windows?

    Ótimo artigo!

    []’s

    • linux10complica

      Olá,

      ele verifica a saúde de todo disco rígido, independentemente de quantas partições possuir. Não se preocupe, nenhum dado ou informação será alterada ou perdida no processo de execução da ferramenta. Pelo contrário, é útil para você ter conhecimento de como estar seu HD.

      Obrigado pelo comentário.

      • Taciano Morais Silva

        Obrigado!